Pesquisar

65% dos consumidores pretendem fazer compras para a Páscoa 

A expectativa é que cerca de 106,6 milhões de pessoas ajudem a movimentar o comércio neste período

Este ano, 65% dos consumidores pretendem ir às compras na Páscoa gastando, em média, R$ 237 para adquirir cinco presentes, entre ovos, bombons e barras de chocolate. Os dados são de pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Com isso, estima-se que cerca de 106,6 milhões de pessoas ajudem a movimentar o comércio com presentes nessa data.

Os filhos (60%) serão os principais presenteados, em seguida, marido e mulher, mãe, sobrinhos e o próprio entrevistado. Os ovos de chocolate industrializados (53%) serão os principais itens procurados pelos consumidores, mas há grande busca também por bombons industrializados, ovos de Páscoa caseiros/artesanais, barras de chocolate industrializadas e bombons e barras de chocolate caseiros/artesanais.

Entre os motivos apontados pelos que pretendem comprar barras de chocolate ou bombons, 66% se importam com a celebração e não a forma do chocolate e 25% por ser mais barato. No caso dos chocolates caseiros/artesanais, 32% preferem por ser algo mais personalizado, 23% para ajudar as pessoas que vendem e 20% porque a qualidade do chocolate é melhor.

“Além dos tradicionais ovos e chocolates, a data movimenta bares, restaurantes e o comércio em geral. Para atrair os clientes, vale a criatividade, opções mais baratas e kits promocionais. Porém, é importante que os consumidores se atentem aos gastos para não extrapolarem o orçamento”, destaca o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória, Rogério Alcântara.

Formas de pagamento

O pagamento à vista será o mais utilizado nas compras de Páscoa (77%), sendo principalmente por PIX (54%), depois cartão de débito e dinheiro. E aqueles que optarem por parcelar as compras farão, em média, quatro parcelas.

Segundo a pesquisa, mais da metade dos consumidores (54%) acham que os preços dos produtos estão mais caros este ano frente ao ano passado, 23% que estão na mesma faixa de preço e 13% que estão mais baratos.

Lojas físicas lideram na preferência das compras

As lojas físicas se destacam na preferência dos consumidores tanto na hora de fazer pesquisa de preço, quanto no momento da compra. Oito em cada dez consumidores pretendem pesquisar preços presencialmente (83%), com destaque para os supermercados (62%).

Na hora de comprar, essa diferença é ainda maior, uma vez que 94% têm intenção de realizar as compras em lojas físicas, com destaque para os supermercados (54%), lojas especializadas em chocolates e lojas de grandes varejistas. Já 14% pretendem fazer as compras pela internet, sendo que desses, 80% pretendem comprar em sites, os demais em aplicativos e pelo Instagram.

De acordo com os entrevistados, os principais fatores que influenciam na escolha dos locais de compra são a qualidade dos produtos, o preço e as promoções e os descontos, respectivamente.

Compartilhe 👍

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba os nossos informativos

Obtenha o melhor artigos que irão impulsionar o seu negócio, esteja atualizado toda a semana. Cancele a qualquer momento.