Consumidores terão oportunidade de negociar pagamento de dívidas atrasadas em mutirão que ocorrerá do dia 3 a 7 de dezembro

A partir do próximo dia 3 de dezembro, os consumidores da Grande Vitória com dívidas atrasadas ou negativadas terão a oportunidade de renegociar os seus débitos. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória vai realizar o Feirão Nacional do SPC, com descontos de até 100% sobre juros e multas e redução expressiva no valor principal da dívida.

Empresas como Caixa Econômica Federal, Banestes, Dacasa, EDP, Cesan, Agoracred e Cartão Avista vão participar do evento, oferecendo oportunidades exclusivas, com prazos de pagamentos diferenciados e descontos para a quitação das contas.

A campanha será realizada até o dia 7 de dezembro, das 9 às 16 horas, no Ginásio Paulo Valiate Pimenta, localizado na Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, em Bento Ferreira.

Para renegociar a dívida, basta as pessoas físicas apresentarem um documento original com foto e o CPF. Já pessoas jurídicas devem levar a Carteira de Identidade e uma cópia simples do contrato social da empresa.

“O Feirão Nacional do SPC é o ambiente ideal para o consumidor inadimplente conseguir uma negociação vantajosa para organizar as suas contas e voltar a ter acesso ao crédito, principalmente para as compras de fim de ano” Estanislau Ventorim – Presidente da CDL Vitória.

MAIS DE 730 MIL INADIMPLENTES NO ES

Dados da CDL Vitória apontam que, no último mês de outubro, havia 733,6 mil pessoas inadimplentes no Espírito Santo, totalizando cerca de 2,2 milhões de registros. Segundo Ventorim, as empresas participantes do feirão investem muitos esforços e recursos para que a campanha alcance quem realmente precisa.

A Dacasa Financeira, por exemplo, informou que as condições do cliente serão consideradas na hora da negociação. “Fatores como desemprego, diminuição da renda, doença e morte na família serão levados em conta para elaborar uma proposta condizente com a disponibilidade do consumidor, com parcelamentos e descontos. A intenção é fazer com que ele recupere o crédito e saia do vermelho, principalmente nessa época do ano. Nossa conversão em acordos é de 95%, ou seja, raramente o cliente fica sem negociar quando expõe a sua situação”, afirmou Ubiratan Dib Nogueira, que atua no setor de negociação da Dacasa.

Já o Banestes destacou que atualizou recentemente a sua política de renegociação, garantindo mais flexibilidade de negociação e descontos progressivos. A novidade aumenta as chances de o cliente quitar o débito.

O banco estará com dez guichês no feirão e uma equipe ficará de plantão para atender os consumidores. A expectativa da instituição é de realizar 1.250 atendimentos durante os cinco dias de campanha.

Outra instituição financeira a participar do feirão, o Cartão Avista concederá descontos de até 90% para pagamento à vista ou possibilitará que o consumidor tenha descontos menores pagando parcelas que caibam no seu bolso.“Não perderemos negócio por falta de flexibilidade. Mesmo que no dia o cliente não tenha o valor para pagamento, o acordo poderá ser com um prazo maior. É importante o cliente comparecer ao feirão para demonstrar interesse e apresentar a sua condição” Marcelo Miranda Diretor do setor de cobrança do Avista

HORA E LOCAL

  • Data: de 03/12 a 07/12 (terça-feira a sábado)
  • Horário: das 9 às 16 horas
  • Local: Ginásio Paulo Valiate Pimenta, na Secretaria de Estado de Esporte e Lazer
  • Endereço: Rua Coronel Schwab Filho, s/nº, Bento Ferreira, Vitória. Rua atrás do Departamento de Imprensa Oficial (DIO) / ponto de ônibus do Ginásio Jones dos Santos Neves
  • Mais informações: (27) 3200-2180 / www.cdlvitoria.com.br
  •  

COMO VAI FUNCIONAR

  • Ao chegar ao Feirão Nacional do SPC, o consumidor deverá se dirigir ao balcão da CDL Vitória portando os documentos necessários para se informar sobre os seus débitos. Nesse local, ele vai retirar uma senha.
  • Durante a espera, as pessoas ficarão sentadas e poderão acompanhar a chamada das senhas por meio de televisões.
  • Depois, elas deverão se deslocar até o estande da empresa credora para buscar a renegociação.

CONFIRA OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

PESSOA FÍSICA

  • CPF
  • RG ou outro documento de identificação original com foto

PESSOA JURÍDICA

  • O proprietário deve apresentar RG e uma cópia simples do contrato social da empresa

CONSULTA A TERCEIROS

  • Pessoa jurídica: procurador portando o RG, cópia do contrato social e procuração registrada em cartório
  • Pessoa física: procurador portando o RG e procuração registrada em cartório

AS CONDIÇÕES OFERECIDAS PELAS EMPRESAS

  • AGORACRED – A instituição vai oferecer descontos de até 100% na multa e nos juros de atraso. As condições oferecidas variam conforme o tempo de atraso do cliente, com possibilidade de parcelamento em até 16 vezes.
  • BANESTES – A instituição vai oferecer descontos de até 100% de multas e juros de mora, além de alongamento do prazo da dívida. O banco atualizou recentemente a sua política de renegociação, garantindo mais flexibilidade e descontos progressivos. Cada caso será analisado individualmente. Poderão ser atendidas pessoas que têm dívidas referentes a vários produtos do Banestes, como cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, microcrédito, entre outros, com valor limitado a R$ 30 mil, sem garantia real e com atraso superior a 60 dias. O parcelamento da renegociação da dívida pode ser em até 60 meses.
  • CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – O banco oferecerá alternativas e descontos de até 90% para clientes pessoa física e jurídica que tenham contratos comerciais em atraso por mais de 365 dias. Haverá descontos significativos para pagamento à vista, com exceção de financiamento imobiliário, financiamento de veículo e Financiamento Estudantil (Fies), que somente são renegociados nas unidades da Caixa.
  • CDL VITÓRIA – Empresas que serão representadas pela entidade: Curso Marca; Doc Soluções – Outsourcing de Impressão; Document – Comércio de Produtos de Informática Ltda; Donna Boutique; Foco Assessoria; Gamatel Sistemas; Óticas Diniz; RF Comunicação; Senac; Tecgest Soluções; Tupperware; Villoni Alimentos; Vix Comércio e Representação de Máquinas e Equipamentos; Ziebart; Associação dos Servidores do Espírito Santo (Ases); Politintas e Alto Padrão Eventos. De acordo com o valor da dívida, os parcelamentos poderão ser feitos em até 16 vezes. Cada caso será avaliado individualmente.
  • CARTÃO AVISTA – A instituição concederá até 90% de desconto para pagamento à vista ou descontos menores, em caso de parcelamento. Cada consumidor poderá ter um desconto diferente, dependendo da sua situação.
  • CESAN – Concessão de 100% de desconto sobre juros e multas para os clientes que pagarem o débito à vista ou parcelarem o débito com entrada de, no mínimo, 5% do total da dívida. Além disso, não haverá incidência de correção futura e a companhia poderá conceder parcelamentos em até 48 meses. Os requisitos são: a parcela mínima não poderá ser inferior a R$ 30,00; a entrada mínima para reparcelamento não poderá ser inferior a 30% do total da dívida e nenhum desses descontos se aplicará às negociações de reparcelamentos sem faturas pendentes.
  • DACASA FINANCEIRA – A instituição vai negociar dívidas a partir de 61 dias de atraso. As condições do cliente serão levadas em conta na hora da negociação, para que seja elaborada uma proposta condizente com a disponibilidade do consumidor, com parcelamento e descontos.
  • EDP – Os consumidores residenciais, rurais, comércio e indústrias poderão realizar uma negociação personalizada, com condições especiais de pagamento, juros reduzidos do parcelamento e um prazo ampliado para o acerto dos valores devidos.

Fonte: Gazeta Online

Recommended Posts