Pesquisar

9 em cada 10 consumidores vão às compras na Black Friday

Entre os itens mais desejados estão roupas, calçados, cosméticos, perfumes, eletrodomésticos e artigos para a casa

Nove em cada dez consumidores devem comprar na Black Friday 2023 e os produtos mais desejados são roupas; calçados; cosméticos e perfumes; eletrodomésticos e artigos para a casa. Além disso, a média de gastos será de R$ 1.250, R$ 89 a mais que em 2022, segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). 

O levantamento aponta ainda que os consumidores pretendem adquirir mais de três produtos e que o pagamento será feito preferencialmente à vista e por meio de PIX.

“A Black Friday já entrou para o calendário do brasileiro, que se organiza, fica atento aos preços, monitora as promoções e faz muita pesquisa. O varejo também se prepara com antecedência, por isso, a expectativa é de uma movimentação positiva e importante para a economia”, destaca o presidente da CDL Vitória, Rogério Alcântara.

Oportunidade para comprar com desconto

De acordo com os consumidores, a principal razão para participar da Black Friday é a oportunidade de comprar algo que já estava precisando a um preço mais baixo (73%), seguida da vontade de antecipar as compras do Natal a preços promocionais e de querer aproveitar as promoções ainda que sem necessidade de comprar.

A pesquisa revela também um crescimento nos gastos dos consumidores que pretendem comprar este ano: 45% pretendem gastar mais na Black Friday deste ano comparado ao ano passado; 24%, o mesmo valor; e 23%, menos. Entre os motivos para gastar mais se destacam: por considerarem que vale a pena aproveitar a promoção, por terem economizado ao longo do ano, por terem mais produtos para comprar e porque o pagamento é facilitado.

O levantamento aponta que a população está atenta às promoções: 92% pretendem pesquisar preços antes das compras, principalmente para confirmar se os produtos estão realmente com preço mais baixo e para escolher a loja com os produtos mais baratos.

A principal fonte de pesquisa são os canais on-line (92%), principalmente nos sites/aplicativos das lojas em que são clientes e em sites/aplicativos de comparação de preços/produtos.

Em média, os consumidores esperam encontrar descontos de 41% nos produtos ofertados. Para garantir a compra dos produtos, 18% vão madrugar na porta das lojas e 45% planejam passar a madrugada na internet.

Onde o consumidor pretende comprar

Na escolha do local de compra, 38% dão preferência para lojas que já fizeram compras e ficaram satisfeitos e 36% fazem pesquisa de preços e escolhem o local mais barato.

“Apesar das promoções, é preciso fazer compras conscientes para evitar acabar se endividando, mantendo assim o orçamento familiar em dia”, ressaltou Wagner Júnior Corrêa, superintendente da CDL Vitória.

Metodologia

Público-alvo: Consumidores das 27 capitais brasileiras, homens e mulheres, com idade igual ou maior a 18 anos, de todas as classes econômicas (excluindo analfabetos) e que pretendem comprar na Black Friday.

Método de coleta: Pesquisa realizada via web e pós-ponderada por sexo, idade, renda e escolaridade

Margem de erro: no geral de 3,7 p.p e 4,0 p.p para um intervalo de confiança a 95%.

Período da coleta dos dados: 10 a 18 de outubro de 2023.

Compartilhe 👍

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba os nossos informativos

Obtenha o melhor artigos que irão impulsionar o seu negócio, esteja atualizado toda a semana. Cancele a qualquer momento.